Dias argumenta que padrões da Ciência e da Tecnologia criam ambiente de automatismo de escolha técnica

Realizado em 08/10/2020

Prof. Dr. Rafael Dias (Unicamp)

I Ciclo de Seminários PPGTE – PPG-PCT: Tecnologia Social, Inovação Social ou Tecnociência Solidária?

Professor Rafael Dias argumenta que padrões da Ciência e da Tecnologia criam ambiente de automatismo de escolha técnica

Controle, velocidade e eficiência são valores centrais que conduzem à necessidade de transformação da Tecnociência em espaço político

A segunda palestra do I Ciclo de Seminários: Tecnologia Social, Inovação Social ou Tecnociência Solidária? aconteceu na tarde de quinta-feira, 8 de outubro, com apresentação do Dr. Rafael Dias, professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). A atividade integra projeto apoiado pelo CNPq com o objetivo de formação de doutores em áreas estratégicas, o qual é desenvolvido entre o Programa de Pós-graduação em Tecnologia e Sociedade (PPGTE), da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), e do Programa de Pós-graduação em e Política Científica e Tecnológica (PPG-PCT), da Unicamp.

Rafael Dias é professor no PPG-PCT e da Faculdade de Ciências Aplicadas da Unicamp, onde coordena o Centro de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas. É doutor em Política Científica e Tecnológica pela mesma universidade e bolsista produtividade em pesquisa nível 2 do CNPq. Desenvolve pesquisas em temas ligados a políticas de Ciência, Tecnologia e Inovação, análise de Políticas Públicas, Inovações Inclusivas e Tecnologia Social.

A palestra iniciou-se em torno do debate sobre Tecnociência, como ela atua na configuração dos processos políticos e das relações sociais, a ponto de moldar a sociedade. Com este pano de fundo, Rafael Dias abordou a noção de progresso hegemônico que captura para si essa ideia e mais tarde adiciona a ela o conceito de Inovação. Este panorama, segundo o palestrante, também reflete nas políticas que entendem que o avanço científico é necessário para a evolução tecnológica e para as capacidades inovativas com vistas ao desenvolvimento socioeconômico.

Dias analisou que este panorama leva à criação de valores que utiliza a Ciência e Tecnologia como motores do desenvolvimento socioeconômico. “Na racionalidade presente no nosso mundo, controle, velocidade e eficiência são parâmetros fundamentais de busca pelo melhor jeito possível de se fazer alguma coisa”, enfatiza o professor.

Ele associa esta análise ao interesse de se compreender como a Tecnologia postula neutralidade, mas atua para encobrir conflitos. A partir deste ponto, o professor desenvolveu o argumento de se entender a Tecnociência como espaço político. E, neste ambiente, a construção de vínculos de cooperação e solidariedade reivindica resistência à racionalidade daqueles valores. “A transformação pela Tecnociência Solidária pressupõe entrar em conflito com o ideal de controle, velocidade e eficiência da dinâmica tecnocientífica hegemônica” aponta Rafael.

Próxima sessão

Dia 22 de outubro, quinta-feira, com início às 16h. Também da Unicamp, Prof.ª. Dr.ª. Milena Pavan Serafim fará a terceira palestra do evento, que voltará a ser transmitida ao vivo no Youtube.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s