Respiramos, sufocadas há muitos séculos

Louise Rodrigues Silva¹ Escrevo essa reflexão como estudante de pós-graduação, mulher, negra de pele clara, cis, localizada no interior do sudeste brasileiro. Relato que ao me deparar com estudos decoloniais fiquei inquieta ao visualizar o quanto a colonização roubou de nós, população racializada como negra e, nos impediu de respirar e existir na miríade dos... Continuar Lendo →

NUEVO Debate – Intolerância Associada à Cor da Pele, com a professora e pesquisadora Dra. Juliana Cristina Teixeira

Fonte: Foto de Collis no Pexels Resumo e Transcrição por Karina Obrzut Rossetto A professora e pesquisadora Dra. Juliana Cristina Teixeira inicia o debate chamando atenção para a dicotomia entre intolerância e tolerância. Conforme expõe, a palavra tolerar possui contornos densos, uma vez que o indivíduo tolera aquilo que enxerga como muito diferente ou depreciativo, sendo impossível aceitar... Continuar Lendo →

Epistemologia e Questões Raciais

Fonte: Foto de RF._.studio no Pexels Mariana de Santana Lourenço¹ O presente texto tem por objetivo refletir sobre como as fontes de conhecimento também são um espaço de disputa no qual as práticas hegemônicas se perpetuam. Essa situação é aqui exemplificada a partir das discussões de Renata Santos, sobre o ensino da história da arte brasileira, somadas as... Continuar Lendo →

NUEVO Debate – Racismo no Brasil, com a professora Dra. Andréa Kominek

Resumo e Transcrição por Karina Rossetto Obrzut Segundo a professora Dra. Andréa Kominek, o racismo estrutural pode ser caracterizado como a tendência a naturalizar práticas racistas e preconceituosas nos valores e ideais que são transmitidos entre gerações. Na sociedade brasileira, diz ela, isso foi uma construção histórica com a intenção de subjugar a população negra,... Continuar Lendo →

Transição Capilar: o que as organizações têm a ver com isso?

Juliana Schneider Mesquita¹ As organizações e os meios de comunicação exercem grande influência na produção e disseminação do imaginário social relacionado a significações identitárias e ao padrão de beleza[i]. Quando telenovelas historicamente colocam mulheres negras sempre no papel de escravizada ou de empregada doméstica, elas reforçam a atribuição de determinados trabalhos de menor prestígio e... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑